Ynternix

Sites que se preocupam com a segurança online dos usuários

Segurança online: Saiba quais são as empresas que realmente se preocupam com a proteção das informações online de seus usuários.

1 917
0
Vote neste artigo!
Segurança online
Se proteja dos possíveis perigos na internet brasileira

Graças à Electronic Frontier Foundation, uma organização sem fins lucrativos sediada em San Francisco, Califórnia, foi possível descobrir quais empresas de tecnologia, realmente, se preocupam com a segurança online de seus usuários.

No levantamento batizado como “Who has your back”, a fundação analisou e classificou 18 empresas de tecnologia, de acordo com o modo como elas lidam com ameaças virtuais relacionadas à privacidade e pedido de informações confidenciais dos internautas.

Os melhores colocados: Twitter e Sonic.net

Para surpresa geral, quem levou o título de “empresa mais preocupada” foi um pequeno provedor de Internet (ISP), localizado em Santa Rosa, na Califórnia. O Sonic.net obteve a melhor classificação ao ser analisado conforme seu esquema de proteção das informações do usuário.

Além do provedor, outro destaque foi para o Twitter, responsável por assegurar a privacidade dos twitteiros na rede. É válido ressaltar ainda que, apenas o Sonic.net e o Twitter obtiveram a maior pontuação do levantamento.

Imagem 1 de 207 de ago de 2013
Arquivos seguros em uma pasta amarela lacrada
Arquivos seguros

Os despreocupados com a segurança online

Infelizmente, nem todas as empresas parecem se importar com a segurança online. Prova disso é a companhia americana de telecomunicações Verizon que, ao lado do popular MySpace, foram as piores colocadas do ranking.

Para alerta do usuário, a lista de empresas despreocupadas também reuniu nomes como a AppleAT&T e Yahoo!.

Entre os requisitos utilizados como base para o levantamento, foram avaliados as diretrizes desenvolvidas por cada uma das empresas, entre elas:

  • exigir um mandado do governo antes de entregar qualquer dado do usuário;
  • informar o usuário a respeito dessa solicitação de informações;
  • publicar relatórios de transparência, assim como divulgar diretrizes da lei e, para completar;
  • lutar pelos direitos de privacidade do usuário nos tribunais e no Congresso.

Todos estes quesitos são muito válidos, pois, além de recorrer a softwares de segurança, como os melhores antivírus pagos, contar com um reforço por parte de empresas como essas, é sempre bem-vindo.

1 comentário publicado. Deixe o seu!

Se existem dúvidas sobre o assunto do artigo que acabou de ler, deixe seu comentário para que possamos responder o mais breve possível, assim como qualquer acréscimo de informação, agradecimento, crítica ou ponto de vista sobre o tema.

  1. eu to nem ae so nao clico em propagandas bobas

    0